Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

encruzilhamento

encruzilhada, alheamento, espaço, tempo, momento

encruzilhamento

encruzilhada, alheamento, espaço, tempo, momento

14
Jun18

Na minha barriga mando eu

Pedro Oliveira

20180302_132246 (1)Como resistir ao irresistível?

Pão, vinho, azeitonas, queijo, a lista podia continuar.

Cada um de nós é ele próprio e a sua circunstância, a minha circunstância é ter nascido numa cultura judaico-cristã, mediterrânica, as missas na infância, o pão e o vinho como parte do sagrado, este é o meu corpo, comei, este é meu sangue, bebei; bem podem agora dizer-me que comer pão e beber vinho é comer glúten com sulfitos, a criança que fui não quer saber, não foi isso que aprendi com três ou quatro anos e Jesus nunca falou de sulfitos, nem de glúten.

Outra coisa muito judaico-cristã, a culpa (e a desculpa).

Sinto-me culpado pela minha barriga?

Sim.

Gostaria de ter o mesmo corpo que tinha aos 18, 19 anos quando andava, feito maluco, a correr pela Tapada de Mafra com uma G3 às costas e um caderno no bolso da perna esquerda das calças onde ia apontando o armamento do "Pacto de Varsóvia" e a distância a que uma G3 podia abater um avião russo ou da Alemanha democrática; o Muro cairia pouco depois e junto à minha perna esquerda acumularam-se linhas e linhas de conhecimento inútil.

O corpo é como o tempo, não volta para trás, podemos enxertar cabelo ou passarmos manhãs inteiras pendurados em cordas tipo Tarzões de calções de lycra que não voltamos a ter dezoito anos.

Deixem-me então (cá está a desculpa) com o meu pouco cabelo, a minha barriga (que já foi maior) que eu vou continuar a fazer como o Malhão, Malhão... "comer e beber, passear na rua".

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D